O dilema do diploma na EAD

A educação a distância é válida e primordial para o país
Carlos Alberto Chiarelli – Ex-ministro da Educação

A dúvida sobre a validade dos diplomas de quem frequenta um curso utilizando a educação a distância (EAD) é constante e erroneamente questionada. Segundo um levantamento da Associação Brasileira de Estudantes de Ensino a Distância (ABE-EAD), cerca de 18 mil alunos de cursos de EAD de instituições particulares e públicas sofreram preconceito por terem optado por essa modalidade de ensino. O estudo cita casos de discriminação por alunos de cursos presenciais, dúvidas dos empregadores sobre a validade dos cursos, mesmo os autorizados pelo Ministério da Educação (MEC), dificuldades para conseguir estágio, para obter o registro profissional e fazer inscrição em concurso. Esses dados são uma realidade muito triste, para não dizer preconceituosos, uma vez que os cursos a distância, desde que reconhecidos e autorizados pelo MEC, têm plena validade para todos os fins legais. Ou seja, desde que o aluno escolha uma instituição autorizada, o diploma deve gerar os mesmos efeitos de um curso  realizado em uma instituição qualquer pelos   métodos tradicionais, sem nenhuma vedação.

Devido a estes problemas enfrentados por alguns estudantes, o secretário de EAD do MEC, Carlos Eduardo Bielschowsky, foi a público informar que qualquer medida contra o aluno formado por instituições credenciadas pelo governo é ilegal. Além disso, para quem ainda não sabe, o diploma do curso a distância é válido e regulamentado pela Constituição, por meio do Decreto 5.622, de 19/12/2005, que revoga o Decreto 2.494/98) que regulamenta o artigo 80 da Lei 9.394/96, Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDBE). Graças ao bom senso, a não aceitação do diploma de alunos que cursaram a EAD vem caindo gradualmente. Não faz nenhum sentido questionar uma das modalidades de ensino que mais cresce no país (existem hoje aproximadamente 3 milhões de alunos que optaram pelo ensino a distância) devido à eficácia da EAD, que tem como maior aliada a  tecnologia, permitindo um acesso maior e mais     qualificado do saber.

Mas a visão retrógrada de algumas poucas pessoas continua tentando atrapalhar o sucesso do método. É preciso entender que nenhuma modalidade, seja qual for a opção, é melhor ou pior. Elas são apenas diferentes e têm um único propósito: levar a educação a todos. E o ensino a distância tem alcançado este fim. A qualidade dos materiais e professores contratados para a EAD supera qualquer dúvida a respeito desse método. Os estudantes que optam por essa metodologia têm um grau maior de disciplina para poder aprender, fazendo os próprios horários de estudo. Por isso, não posso crer que ainda existam pessoas contra tal eficiência no ensino. Está na hora de a população refletir um pouco mais sobre o que esta discussão representa para o futuro do Brasil. Quanto mais acesso ao ensino, mais cidadãos se tornarão conscientes e ativos na sociedade. A educação a distância é válida e primordial para o país, uma grande aposta para o futuro.

Anúncios

5 Respostas

    • Ola!
      Aviso para todos interessados em estudar via EAD.
      NAO ESTUDEM NA UNINTER / Curitiba / Parana.
      Esta faculdade NAO E SERIA. Ela pisa em seus direitos de aluno, nao entrega seu diploma e nem discute com voce, ignora voce total com imponencia, prepotencia e irresponsabilidade. Prejuizo total. Estudei 15 meses o MBA em Planejamento e Gestao estrategica e nao levo o MBA por culpa DELES e ainda me chamam de idiota chato. Assim nao se trata aluno que passou como melhor aluno da turma todas provas da POS na primeira com notas excellentes. Cade meus direitos, cade meu dinheiro pago pelo curso? Cade meu diploma. Eles simplesmente falam FODA SE. Escolhem outra faculdade seria, menos a UNINTER.
      Para perguntas escrevem pra mim. n.steininger@bol.com.br
      Norbert Steininger

  1. Parabéns nos moramos num país chamado Brazil.
    Porque o (Z) em vez do (S)?
    Tudo o que é bom, tudo o que é importante, felizmente ou infelizmente nosso povo é contra, enquanto existirem advogados, administradores, pedágogos, que sentaram em uma cadeira durante cinco, quatro anos, escrevem e falam errado, então ninguém tem a moral de questionar, abusar de palavras não confortaveis aos profissionais e futuros profissionais do ESTUDO A DISTÂNCIA.
    Lembrando uma frase “Diploma não significa competência”.

  2. Sobre este tema declaro que o diploma presencial ou EAD será sem sentido se o profissional não fizer por válido.
    A educação a distancia acontece desde os primórdios, quando a impormação era passada ainda por telex.

    • sobre a EAD estudei muito me formei em pedagogia. fez um ano e não tenho resposta do meu diploma. preciso com urgencia para mudança de nivel . não atende as minhas ligações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: